ATENÇÃO.

Este blog tem como objetivo divulgar a rotina de treinos, dieta, uso de suplementos e cosméticos indicados por profissionais para Paula Jacques. Maiores informações e sugestões serão disponibilizadas assim que solicitadas. Vale ainda ressaltar que a prescrição de atividade física e dieta, assim como o uso de suplementos e cosméticos deve ser determinada ou revisada pelos profissionais da área. Questione sempre as sugestões com seu Médico, Preparador Físico ou Nutricionista.

sábado, 30 de março de 2013

FELIZ PÁSCOA!

Oi pessoas amadas,


Desejo a vocês uma Feliz Páscoa, que esse dia faça brotar e reforçar o verdadeiro sentido desse dia que representa: 

Ser capaz de mudar,

Partilhar a vida com esperança,

Ajudar mais gente a ser gente,

Viver em constante libertação,

Crer na vida que vence a morte,

Acreditar que o bem sempre vence o mau,

Dizer sim ao amor e à vida,
 
Investir na fraternidade,

 Lutar por um mundo melhor,

 Vivenciar a solidariedade,

 Renascimento, é recomeço,

 Uma nova chance para melhorarmos
as coisas que não gostamos em nós,

Para sermos mais felizes por conhecermos
a nós mesmos mais um pouquinho.
 
E principalmente, vermos que hoje...
somos melhores do que fomos ontem.


Então nessa Páscoa, curtam o dia, as comidas, de mãe, de tia, de vó, de sogra, sem culpa. 
Curtam esse momento, sejam felizes, eu amanhã vou comer com dieta livre, vou comer chocolates e tudo mais que eu quiser! 
Não vou trazer nada disso pra dentro da semana que vem, mas amanhã eu vou aproveitar!



Beijão de chocolate!

domingo, 24 de março de 2013

ÁGUA DE JAMAICA!


Está com retenção?...de ressaca?....ou só com sede mesmo?


ÁGUA DE JAMAICA!!! REFRESCANTE, DELICIOSA E DIURÉTICA 



Delícia!


Mas o que é Água de Jamaica?

Água de Jamaica nada mais é do que um refresco preparado com as flores de hibisco. O refresco tem esse nome porque o hibisco é chamado de ‘flor de Jamaica’ em países da América Latina e é bem popular em lugares como a própria Jamaica, México, América Central e partes da América do Sul.


Flor de hIbisco


O chá de hibisco é feito das flores secas e tem uma peculiaridade que incomoda algumas pessoas, seu sabor ácido, então, dessa forma, podemos bebêlo de uma forma bem mais agradável!



Chá de hibisco

Então, aí vai a receita:

A original é feita com açúcar.

Ingredientes

1 xícara de flores secas de hibisco
6 xícaras de água
1 col sopa de adoçante culinário


Preparo
Faça o chá adicione o adoçante e bastante gelo.

Você pode "temperar" sua água com rodelas de laranja, limão, folhas de hortelã ou complementar com outros chás de seu gosto.


Em outros países, principalmente México, é possível até encontrá-la assim:



Água de Jamaica industrializada.




Beijão!

sábado, 23 de março de 2013

RECEITAS QUE FALTAVAM!


Oi lindezas, 


Essas receitinhas estavam no face mas não estavam aqui...e aqui é mais fácil achar...hehehe...


Vamos lá:


TORTINHA DE AVEIA E CLARAS COM CALDA DE MAÇÃ E AMÊNDOAS:



Rende vários lanches, fica muito grande:





Massa

Ingredientes

5 claras
3 scoops de aveia em flocos médios
3 scoops de farinha de linhaça
1 colher de chá de canela
1 colher de chá de essência de baunilha
2 colheres de azeite de oliva

Preparo


Misture tudo em um recipiente "asse" em frigideira untada com azeite em fogo bem baixo.



Calda de maçã


Ingerdientes

1/2 maçã - aquela que já ta querendo murchar e não da vontade de comer
50 ml de água
1 colher adoçante culinário ou mel
1 colher de suco de limão 
canela


Preparo


Coloque tudo na frigideira e leve ao fogo até a maçã ficar macia. cubra a tortinha! Decore com amêndoas picadas.





BARRINHA DE CEREAIS:


Ingredientes

4 scoops de aveia em flocos
4 scoops de oleaginosas trituradas, usei castanha de cajú, castanha do pará, nozes e avelãs, eu as quebrei num pano, prefiro,
1 colher de sopa rasa de manteiga
3 colheres de sopa de óleo de coco
2 colheres de sopa de mel

Preparo


Leve o mel a manteiga e o óleo de coco ao fogo em uma frigideira, quando estiverem quentes adicione os ingredientes secos
Misture até obter a consistência de uma farofa úmida
Transfira para uma forma untada, levemente, com azeite de oliva e aperte com a colher para compactar
Leve ao forno até dourar
Aguarde esfriar
Corte e sirva.

Fica MUUIIITOOO BOA, nem deu tempo de bater foto dela cortada...kkkkk comeram tudo!





GELÉIA DE MORANGOS:


Ingredientes

2 bandejas de morangos
3 colheres de sopa de adoçante culinário
suco de meio limão

Preparo


Leve os morangos limpos e partidos ao meio ao fogo junto com o adoçante e o suco de limão em fogo bem baixo, acompanhe o cozimento até obter a textura que deseja - eu gosto que o morango fique pedaçudinho e a calda em ponto de mel...

Na foto montei um CREPE DE CREME DE RICOTA COM GELÉIA DE MORANGOS:

1 disco de Rap 10 integral aberto ao meio - rende dois crepes
1 colher de sobremesa de creme de ricota light
1 colher de sopa de geléia de morangos.


Você pode substituir os morangos por pitangas, acerolas, mirtilos, framboesas.







terça-feira, 19 de março de 2013

RECEITINHAS!

Ahammm pensaram que eu não postariaaaaa: 

Vamos lá!

Quiche de espinafre com ricora 
na verdade poderia ser um suflê de espinafre...tá bem mais pra isso...

Ingredientes
1 maço de espinafre
1 cebola pequena
Pan (azeite spray) para untar a forma e refogar a cebola
3 ovos
2 colheres de sopa de cottage caseiro
pimentas à gosto
não usei sal

Preparo
Higienize o espinafre, refogue a cebola até ficar macia e acrescente o espinafre picado, mexendo sempre até murchar bem, reserve.
Bata os 3 ovos e acrescente o cottage e misture bem, tempere com as pimentas e junte o espinafre mormo (para não cozinhar os ovos).
Coloque em recipiente untado e leve ao forno 250° por 20 minutos.
Simples assim!


Usei forminhas individuais


Coloque a mistura na forma...


Delícia...... rendeu 2 desses

Próóóóóóximo!....hihihihi

Crostata integral de maçã com passas, canela e calda de mel sobre farofa de amêndoas


Ingredientes

Para massa - rendeu a crostata e as tortinhas de frango
3 ovos
1 xícara gerenooosa de farinha de linhaça
1 colher de sopa de óleo de coco
farinha integral fina para acertar o ponto
1 colher de canela
1 colher de fermento royal - o químico.
mel- eu só uso o silvestre.

Recheio
2 maçãs
1/2 xícara de passas
canela

Farofa de amêndoas - para absorver a calda das maçãs
1 xícara de amêndoas trituradas

Calda de mel
mel e água, meio a meio.

Preparo
Para fazer a massa quebre os ovos, junte a farinha de linhaça, o óleo de coco a canela e o fermento. Vá acrescentando trigo integral até ficar no ponte de uma massa podre. Espalhe trigo numa superfície e sove um pouco, quando estiver bem macia e homogênea deixe descansar.
Prepare o recheio limpando o miolo da maçãs e deixando a casca, corte em fatias e misture com as passas e a canela.
Separe metade da massa e na superfície enfarinhada abra com um rolo, como se fosse fazer uma pizza grande, depois de aberta corte as brodinhas e deixe o disco bem redondo. 
Transfira a massa para uma forma untada com bem pouco azeite,  espalhe a farofa de amêndoas e coloque o recheio por cima, bem no meio, com as passas por baixo porque elas queimam muito fácil e deixando a borda livre para dobrar.
Vá virando a borda pra dentro e apertando para "colar", vá fazendo isso até completar a borda toda. Regue com um fio de mel e leve ao forno por uns 20 a 25 minutos. 
Tire do forno e regue com a calda de mel na hora de servir.


Farofa de amêndoas, olha a massa ali no cantinho, ela fica assim...


A massa fica beeeem crocante

Gente o cheiro é maravilhoso e gosto nem vou falar, façam e me contem.
Tomei esse chá ele é delicioso, tem um gostinho de menta....uma cooisa do outro mundo!



E por último, porém, não menos importante:

Tortinha de frango ao curry com gergelim tostado

Ingredientes


Massa
a segunda metade da massa da crostata

Recheio
200 gramas de frango cozido e desfiado
1 xícara de molho de tomate baixo sódio
1/2 copo de água
1 colher de sopa de curry
1/2 colher de chá de adoçante culinário - se quiser um sabor agridoce
sal o quanto baste
2 colheres de requeijão light

Gergelim tostado
1colher de azeite - usei PAN
4 colheres de sopa de gergelim


Preparo
Unte as forminhas - eu usei PAN - forre com a massa ( abra pequenos discos de massa na mão pressione contra todo o interior da forma e corte o excesso na borda). Leve pra assar por 15 minutos - espie a cada 5 min, pois a massa já é escura.
Leve o gergelim ao fogo numa frigideira pequena com o azeite e deixe tostar em fogo baixo, é muito rápido, use tampa porque alguns pulam bem alto.
Coloque o frango na panela com o molho de tomate, a água, o curry, o adoçante o sal e só depois ligue o fogo - assim não precisará azeite.
Quando estiver tudo bem incorporado acrescente o requeijão misture bem e mantenha em fogo até atingir a consistência de recheio cremoso.
Desenforme a massa, é só virar que ela já cai, recheie e cubra com o gergelim.



A massa assada.

Recheada e com gergelim!



Beijão amadas.

domingo, 17 de março de 2013

AERÓBICO EM JEJUM. POR JADER SANT`ANA.

Olá....

Vamos falar um pouco sobre uma estratégia que está sendo cada vez mais utilizada: 


Aeróbico em Jejum.

Mas....
Será que ele serve pra todo mundo?
Será que vale a pena investir?
Quem pode fazer?



Eu ouço falar de aeróbico em jejum à muitos anos desde os antigos grupos de musculação...quem acompanhava antigamente lembra que se referiam a ele muitas vezes comparando com Gerrilha Cardio (corrida intervalada)!

Eu sempre soube que ele não serve pra qualquer um e apesar de já estar com a possibilidade de indicação a muito tempo não fazia por um fator específico: meus horários, todos vcs que me acompanham sabem que acordo entre 5:30 e 6:00, então mesmo que eu tivesse uma bicicleta em casa pra fazer, teria que me acordar às 4:30 - DEUZULIVREEEEEE!!!!!!

Achei a solução, me matriculei numa segunda academia bem ao lado do meu local de trabalho e me senti confortável pra fazer com tranquilidade. 

Agora era só conversar com meus dois queridos Braian Cordeiro e Jader Sant`Ana.

O Braian  fez a adaptação necessária na dieta e o Jader as orientações específicas para execução. 

Como Jader é meu treinador e todo meu treinamento é baseado no conhecimento dele,  pedi pro meu Mestre, que é a pessoa na qual eu confio totalmente,  pra que falasse um pouco sobre a estratégia e é baseada no seu conhecimento e posicionamento que vou iniciar.

Eu não gosto de citar, recomendar ou divulgar qualquer coisa que ofereça risco ou que não valha pra todos, por isso leiam com atenção.

Aliás, quero agradecer especialmente aqui ao Jader que gentilmente escreveu seu parecer em meio à loucura de finalização do seu Trabalho de Mestrado, porque ele é um querido do meu coração!

Vamos aos Mestres:

Orientação do Braian:


Paula, bem fácil.  Se for em jejum:

Antes (20 minutos se der):   1 xícara de chá e 3 cápsulas de BCAA.

Durante: água

Depois:
Logo após: água
30 minutos depois: Café da manhã.

Bem tranquilo, só a intensidade tem que ser baixa né!

BRAIAN CORDEIRO
Nutrição Esportiva e Funcional
Bacharel em Educação Física
Esp. Fisiologia do Exercício
Mestre em Nutrição
Professor de Nutrição da Faculdade Estácio de Sá – SC
Professor de Pós-graduação em Nutrição Esportiva Funcional - CVPE
Clinica Personal Fisio (Fpolis - Córrego Grande) - (48) 3235-3541
Clinica Funcional Life (Fpolis - Agronômica) - (48) 3333-8484
twitter:@braiancordeiro
www.braiancordeiro.com.br


Parecer do Jader e tudo que você precisa saber(ele me explicou e eu pedi pra ele escrever pra vocês):


Paula,  quando se fala de treinamento aeróbio em jejum, há muita confusão e uma super valorização entorno da realização deste modo de treinamento, como se este fosse milagroso e adequado a todas as pessoas. Como já te expliquei anteriormente, tanto o treinamento aeróbio, bem como o treinamento de força, velocidade, potência ou qualquer outra capacidade física, deve sempre ser prescrito respeitando os princípios do treinamento. Dentre os princípios do treinamento temos: princípio da individualidade biológica, princípio da adaptação, princípio da especificidade, princípio da sobrecarga, princípio da interdependência volume intensidade e princípio da continuidade. Portanto é fundamental que se entenda bem estes princípios, sendo mais importante ainda do que entende-los, respeita-los, principalmente quando se tem como objetivo dar resultados e colher os melhores resultados, seja de um atleta ou de um praticante de atividade física. Sendo assim, vou realizar uma breve explicação sobre cada princípio e a seguir dou a minha conclusão sobre o treinamento aeróbio em jejum.
O princípio da individualidade biológica é o que diz respeito ao entendimento de quem é o indivíduo que irá realizar o treinamento. Portanto para prescrever um treinamento para qualquer pessoa é necessário conhecer quem é o indivíduo, qual seu histórico familiar e seu histórico de saúde, qual sua atual composição corporal, percentual de gordura, quantidade de massa gorda e massa magra, se este indivíduo tem sobrepeso, se ele é obeso, se ele é magro, ainda preciso conhecer qual a sua capacidade cardiorrespiratória, sua capacidade de força etc. Somente tendo conhecimento destes parâmetros a respeito de quem é o individuo, bem como dos seus objetivos é que poderei definir realmente a prioridade do treinamento e qual será o objetivo do mesociclo de treino a ser elaborado.
O princípio da adaptação é o que diz respeito à quebra do estado de equilíbrio, ou seja, em uma linguagem mais simples é necessário sair da chamada zona de conforto para que as adaptações orgânicas ocorram e gerem as mudanças desejadas e traçados para o período de treino proposto.
O princípio da especificidade é o que diz respeito ao entendimento da meta e o que é preciso trabalhar especificamente para que as adaptações orgânicas ocorram, sempre embasada conforme foram traçados as metas para determinado mesociclo ou período de treinamento de um atleta ou de qualquer indivíduo que seja submetido a um programa de treinamento físico. Portanto é importante entender que a especificidade do treinamento de um indivíduo que precisa perder peso é diferente da de um indivíduo que quer ganhar peso, bem como, o treinamento para alguém que precisa ganhar força é diferente do treinamento de alguém que precisa melhorar a condição cardiorrespiratória.
O princípio da sobrecarga está relacionado à progressão e aumento da carga total do treinamento do treinamento. É necessário que o indivíduo imponha uma sobrecarga progressiva, seja aumentando a intensidade (carga, peso, velocidade de corrida etc.) ou o volume (número de repetições, frequência de treinamento, tempo de treino etc.) durante o treinamento para gerar um estresse em seu organismo, tirando-o da zona de conforto,do equilíbrio. Isto é fundamental para que as adaptações orgânicas necessárias ocorram.
O princípio da interdependência volume intensidade está relacionado ao fato de que quando se aumenta o volume do treinamento deve-se reduzir a intensidade do mesmo e quando se aumenta a intensidade deve-se reduzir o volume. Durante a periodização de um treinamento é fundamental que este principio seja bem trabalhado e respeitado.
O princípio da continuidade é muito claro e diz respeito ao fato de que, para ter uma adaptação ao treinamento é necessário um período contínuo de treinamento, ou seja, para que você melhore sua força, capacidade aeróbia, flexibilidade, sua composição corporal, entre outras, é necessário permanência e continuidade por um período mínimo de treinamento, seguindo todos os princípios anteriormente citados para que atinja o resultado traçado.
Então meu posicionamento quanto ao treinamento aeróbio em jejum é muito claro, vai depender de vários fatores, quem é o indivíduo, qual é seu objetivo e, o que realmente é necessário trabalhar com ele. Nem sempre o objetivo de uma pessoa é o que realmente deve-se trabalhar com ela, além disso, depende em que momento do treinamento a pessoa se encontra, fase de corte, fase de ganho ou uma fase de polimento. Ainda é fundamental ressaltar a importância do acompanhamento de um nutricionista capacitado para estruturar a sua dieta quando se tem como objetivo a realização do treinamento aeróbio em jejum, pois de nada adianta realizar aeróbio em jejum, o milagre não ocorrerá, se toda a sua dieta não estiver adequada à meta proposta e ao seu período de treinamento. De modo geral, só prescrevo treino aeróbio em jejum, para alunos que já se encontram com uma composição corporal excelente ou muito próximo da excelência, ou seja, eu prescrevo para pessoas que tem como objetivo lapidar a composição corporal, más para isto ocorrer é necessário que você já se encontre com um percentual de gordura baixo e isto normalmente só é feito, associado a uma fase em que o objetivo é manter a massa corporal, balanço energético (quantidade de caloria que você gasta diariamente, inclusive com treinamento e a quantidade de caloria ingerida, a partir da alimentação) em equilíbrio ou em uma fase de balanço energético brevemente negativo, com um corte de peso muito sutil. Para a grande maioria das pessoas que estão iniciando o treinamento e que desejam melhorar a composição corporal, este tipo de treinamento aeróbio não é o mais adequado, pois estas pessoas normalmente se encontram com peso excedente, com percentual de gordura alto, além de se encontrarem com um metabolismo muito lento e com baixa capacidade cardiorrespiratória. Nestes casos é fundamental gerar um gasto calórico mais expressivo durante o treinamento e gerar um aumento, tanto da capacidade aeróbia (limiar anaeróbio(LAn)), como da potência aeróbia (consumo máximo de oxigênio) do mesmo. Para que isso ocorra o treinamento aeróbio a ser realizado deve ser intenso (tendo de se identificar o LAn deste individuo para correta prescrição do treino aeróbio) e não de baixa intensidade, como normalmente é feito em jejum. Quando uma pessoa aumenta sua capacidade e potência aeróbia ela automaticamente aumenta a capacidade de se exercitar aerobiamente de forma mais intensa, consumindo mais oxigênio, metabolizando mais substratos energéticos (ácidos graxos e glicose) e gerando maiores gasto calórico durante o treinamento, então com a dieta qualitativa, bem elaborada por um nutricionista, estando brevemente restritiva em relação ao gasto calórico total deste indivíduo ela irá reduzir mais peso, bem como, terá resultados mais expressivos na melhora de sua composição corporal do que realizando exercício aeróbio de baixa intensidade, como é feito em jejum. Portanto há um grande problema quando se vê a divulgação de forma generalizada do treinamento aeróbio em jejum, como se fosse algo milagroso e adequado a todas as pessoas.
O mais importante é entender que a redução do peso se da pela equação matemática, ingerir menos calorias do que você gasta ou gastar mais calorias do que você ingeriu, não é o fato de você realizar exercício aeróbio em jejum que irá transformar milagrosamente seu corpo, para você obter bons resultados em sua composição corporal e poder colher frutos para sua saúde é fundamental que procure uma equipe de profissionais capacitados que realizem uma avaliação física detalhada, com bateria de testes específicos para correta prescrição do seu treinamento, além de uma adequada elaboração da dieta que você deve seguir para o presente momento que se encontra, de acordo com os objetivos traçados para o período.      


Jader Sant' Ana

Personal Trainer

Bacharel em Ed. Física (UDESC)

Pós-Graduado Esp. em Fisiologia e Prescrição do Exercício (UGF)

Pesquisador do Laboratório de Biomecânica (BIOMEC/UFSC)

Mestrando em Biodinâmica do Desempenho Humano (UFSC)



Beijão meus amados!


SALADA DE BATATA DOCE!

Oi pessoas...dinovuuuu!

Vai aí mais um jeitinho delicioso de fazer a nossa amada batata doce de todo dia. Minha mãe fazia essa receita direeeto e garanto pra vocês que fica maravilhosa....simples e deliciosa.

Vamos lá:


Salada de batata doce:

3 batatas doces cozidas descascadas e cortadas em cubos
1 cebola roxa pequena
sal, pimenta preta e calabresa à gosto
3 colheres de sopa de azeite de oliva
salsinha à gosto
vinagre


Tempere a batata doce com sal, pimenta preta e pimenta calabresa à gosto
Refogue a cebola roxa picada bem miúda, em azeite de oliva até ficarem macias, depois junte às batatas e coloque vinagre o quanto baste, por fim, a salsa.

Pronto....eu comi assim:

Com frango sem pele assado em suco de laranja e vinagre balsâmico com tomates, cebolas e maçãs...delícia!


QUIBE DE PEIXE COM MOLHO DE IOGURTE E COTTAGE CASEIRO!

Hi people, como vcs estão....eu estou ótemaaaaaaaa....

Duas receitinhas rapidinhas: Quibe de peixe com molho de iogurte e cottage caseiro.

Primeira vez que faço Cottage caseiro, mas cresci com minha mãe fazendo isso que chamamos aqui de queijinho ou qualhadinha.

Vamos lá:



Quibe de peixe  com molho de iogurte. Adaptei a receita desse meu livro da foto! D.D.Delícia!


 
Quibe de peixe

Ingredientes

500 g de pescada limpa
1/2 xícara (chá) de salsa picada
½ xícara de hortelã picada
Suco de 1 limão
3 colheres (sopa) de azeite
2 cebolas cortadas em fatias (meia-luas)
1 xícara (chá) de trigo fino para quibe
1/2 colher (chá) de raspas de laranja
1/2 colher (chá) de raspas de limão
1/2 xícara (chá) de nozes picadas
sal e pimenta-síria a gosto
azeite de oliva para untar
gomos de limão para acompanhar

Modo de Preparo

1. deixe o trigo de molho por 20 minutos e escorra num pano.

2. No processador de alimentos, bata os filés de peixe. Se não quiser usar o processador, pique bem com uma faca. Reserve.

3. Leve uma frigideira média com 1 colher de azeite ao fogo baixo. Junte a cebola e tempere com uma pitada de açúcar. Deixe cozinhar por 15 minutos, mexendo de vez em quando, até caramelizar a cebola. Junte as nozes.

4. Transfira o trigo para uma tigela. Junte o peixe, as raspas, a salsa, a hortelã, as nozes, o suco de limão e a cebola dourada. Tempere com sal e pimenta-síria. Misture bem e, se preciso, adicione um pouco de água para dar liga.

5. Unte uma fôrma refratária com azeite, eu usei PAN. Cubra o fundo da fôrma com a massa do quibe, aperte e alise a superfície com a mão molhada. Espalhe sobre a massa 2 colheres (sopa) de azeite. Fiz uma cobertura com mais nozes picadas. Leve ao forno e deixe assar por 30 minutos. Sirva o quibe frio ou quente, acompanhado de gominhos de limão e o molho de iogurte.

Molho de pepino com iogurte

Ingredientes

1 pepino - sem casca, sem semente e cortado em fatias finas
1 potinho de iogurte natural desnatado
3 colheres (sopa) de suco de limão
2 colheres (sopa) de hortelã fresca picada
½ colher de chá de adoçante culinário
1 pitadade de sal

Modo de Preparo

Em uma vasilha coloque o pepino, o iogurte, o suco de limão, a hortelã e o sal. Misture e deixe a vasilha coberta na geladeira por pelo menos 3 horas, eu fiz 30 minutos antes.


Cottage caseiro


Cottage caseiro

1 litro de leite desnatado
suco de 1 limão

Coloque o leite em uma panela em fogo médio, quando estiver quase fervendo acrescente o limão e desligue o fogo. O soro vai começar a separar-se da “massa” do leite. 
Deixe esfriar na panela.
Tire da panela e deixe escorrer em um pano por uma hora para retirar todo o soro. Se ficar muito seco, coloque mais uma ou duas colheres de soro. Guarde na geladeira. 

Beijus....